<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, julho 01, 2003

Solidariedade II

Mais uma palavra de solidariedade e conforto aos nossos "amigos"...
Ao que parece agora podem ver os terrenos do seu novo estádio penhorados. Coitados...
Tanto escândalo por causa de uma dividazinha... (26 milhões de euros!)
Todos a cantar

Batem na viga allez, batem na viga allez, batem na viga alleeeeeez!!!
Beckham

Como estão presentes em todo o nosso quotidiano os assuntos futebolísticos, hoje vou escrever um post sobre algo que nos inunda a caixinha mágica via telejornais, magazines de desporto e afins. Vou falar-vos daquele que pode ser considerado no momento, o jogador mais popular do mundo, e se calhar de todos os tempos. Ele é David Beckham, um dos maiores fenómenos sociológicos do início século XXI.
Capitão da selecção inglesa, ele é muito mais que um jogador de futebol. Sempre jogou no seu clube de formação, o Manchester United e agora transfere-se para o maior do mundo, o Real Madrid. Em dois anos, o clube espera reaver todo o dinheiro que pagou por ele, em merchandising... diz tudo não diz?
Já antes de casar com Victoria Adams, uma das ex-Spice Girls, Beckham era idolatrado por todos. Viveu o seu momento negro ao falhar a derradeira penalidade contra a Argentina no Campeonato do Mundo de França, em 1998, mas facilmente ultrapassou a crítica. Agora o “Spice Boy” é a referência em Inglaterra. Como em todo o planeta. Pode não ter velocidade explosiva como Ronaldo. Pode não ter o poder de finta de Figo. Pode até parecer um jogador comum. Mas quando o seu pé direito acaricia a bola há magia, há encanto para todos os que gostam de futebol, e a dúvida desfaz-se. Beckham passa, centra e remata como ninguém no mundo.
O fenómeno revela-se quando, aliada às suas capacidades futebolísticas vem a sua imagem... vale milhões! Revistas, publicidade, eventos... e não só! Cada penteado seu é uma nova loucura, cada tatuagem uma moda... até um conhecido jogador português o imita, com o nome da filha, em caracteres árabes, no braço (puro veneno, eheheh...).
Já se diz que a história do futebol está dividida em duas épocas: antes e depois de Beckham.
Para fazer a cobertura da sua apresentação em Madrid estarão presentes 500 (!) jornalistas de todo o mundo. Mais comentários, para quê?

segunda-feira, junho 30, 2003

Deputados em trabalho político?

Deparamo-nos com mais uma vergonha nacional... então agora os deputados da Assembleia da República que foram à final da UEFA em Sevilha, querem justificar as faltas do plenário com... trabalho político?!
Há excepções, como os deputados que foram a convite do FC Porto, ou os deputados que por princípio, não querem justificar a falta, uma vez que foram a nível pessoal. Mas e os outros? Seria necessário abrir debates por causa disso? Será que as pessoas não têm consciência? E ainda ter os principais líderes partidários a defender tal justificação... acho impensável. Ainda para mais quando muito boa gente teve de faltar ao trabalho para poder ir. Porque serão eles diferentes? Teremos mesmo de lhes pagar enquanto eles gozam um jogo de futebol? Acho que o povo não vai engolir essa. Espero que o Presidente da Assembleia também não...
Solidariedade

Uma palavra de solidariedade para com os meus amigos (?) lampiões... ao que parece, vão precisar de um posto médico ao lado do estádio...
Então não é que os ilustres, presentes nas últimas três filas de cima do estádio, quando se puserem de pé, batem com a cabeça numa viga? Por este andar vai ser difícil festejar os golos...
Não seria melhor não haver golos?
O Mundo da Bola

Boa dia! Antes de mais, gostaria de me apresentar! Sou o Fernando, e foi-me oferecido o honroso cargo de comentador/cronista desportivo deste blog! Desde já queria deixar bem explícito que, a minha participação aqui não será nada isenta! Para começar sou do SPORTING, e creio que isso se vai reflectir vivamente nas minhas crónicas. Ainda para mais sou sócio do clube e membro da claque Juventude Leonina, outrora a melhor claque portuguesa, hoje uma sombra do que já foi... (mas isso é assunto para uma futura crónica).
Na minha primeira crónica, não me vou estar a alongar demasiado, até porque o defeso este ano não está a ser muito fértil em grandes contratações. Contudo, já há alguma coisa para dizer.
Queria começar pela contratação de Beckham pelo, cada vez mais temível, Real Madrid. O que mais me espantou não foi a transferência em si, mas sim o montante que ela envolveu: 25 milhoes de euros. Por estes números, é possível ver a crise que afecta o futebol mundial. Beckham, apesar de na minha opinião não se incluir no TOP 5 mundial, é um jogador extraordinário e, ultimamente, estávamos habituados a ver os grandes jogadores a serem transferidos por montantes muito superiores. Mas temos que nos consciencializar que o futebol mudou... Os clubes agora são empresas e, face à crise, qualquer euro é bem vindo.
Por falar em Real Madrid, não nos podemos esquecer do nosso Carlos Queirós. Personagem incómoda no futebol português, ninguém, se esquece da frase "a seleção não evolui, enquanto não se limpar aquela porcaria toda que está na Federação", aquando do falhanço para o Mundial de Futebol de 1994, ou do conflito criado com Pedro Santana Lopes que ditaria a sua saída do Sporting Clube de Portugal, CQ, como agora é conhecido em Espanha, tem nas mãos a dura missão de treinar a melhor equipa do Mundo e de satisfazer uma massa associativa que não sabe lidar com a derrota. Boa sorte professor e, se algum dia quiseres voltar a Alvalade serás bem vindo!
Voltando à crise, é estranho verificar que certas instituições são imunes à mesma. Falo objectivamente do Sport Lisboa e Benfica que, apesar do panorama negro anteriormente referido, vai adquirindo jogadores como se fosse uma simples coleção de cromos! Ele é Ricardo, ele é Júnior, Giovanni... e provavelmente Hierro! Sinceramente, fico satisfeito por saber que há um clube, ainda para mais em Portugal que enfrenta a crise com um sorriso (masoquista????????). Pena é que, para tal, tenha que ter dívidas a tudo o que é instituição! Portugal no seu melhor...
De resto o panorama nacional continua como nos outros anos. Os clubes pequenos reforçam-se com sul-americanos de qualidade duvidosa, enquanto os grandes, tirando a iluminada instituição anteriormente referida, vai contratando jogadores com algumas cautelas. O Futebol Clube do Porto já adquiriu os serviços do jogador Bosingwa, Furtado (ex-Casa Pia e candidato a revelação) e prepara-se para contar com Pedro Mendes ( grande jogador) e, provavelmente, Ricardo Fernandes numa troca com o Sporting, que ficaria a contar com o extremo-esquerdo Clayton. Quanto ao clube que no dia 6 de Agosto inaugura a sua nova casa, apenas contratou o defesa Mário Sérgio, estando em stand-by a contratação do paraguaio Gamarra e tendo já sido abortadas as negociações com o ponta-de-lança helénico Nikolaidis.
Quanto a novos emigrantes, Postiga é o mais caro (12 milhões de euros para o ingleses do Totenham). Capucho fez também as malas, para a Escócia, onde irá querer "recuperar a alegria de jogar futebol". Porém, a continuar a jogar assim penso que não terás muitas razões para sorrir. O nosso mustang é que também poderá estar de malas aviadas para o Corunha. Com a sua classe, Quaresma desperta a cobiça ( e os euros) de vários clubes e, é pouco crível que se mantenha entre nós na próxima época.
Bem por hoje é tudo! Espero poder continuar a escrever nesta página frequentemente e dar-vos a minha opinião sobre o mundo da bola!
Saudações Leoninas e um abraço!

domingo, junho 29, 2003

Novo Colaborador

Ainda ontem foi registado e já tem um novo colaborador! O Ah Leão!!! vai contar com a participação de mais um estudante, também ele adepto doente do Sporting, para alguns posts de opinião desportiva. Bem-vindo!
Mail

Recebi um e-mail da autora de um dos meus blogs de referência, Charlotte do Bomba Inteligente. Para ela um muito obrigado e keep going!
Citação

"Viver é desenhar sem borracha."
Millor Fernandes

Centros Comerciais

Hoje está de chuva! Como tal, já que não há praia, os centros comerciais "atafulham-se" de gente sequiosa de descanso(?), convívio e... compras!!! Ele é ver famílias inteiras de sacos numa mão e gelado na outra, crianças com brinquedos caríssimos dos quais elas próprias não sabem metade das funções, gente que não tem dinheiro na conta mas mesmo assim tem o cartão de crédito para mais alguns gastos "essenciais", e claro, os parolos!
Não é que eu tenha nada contra esta gente humilde que vem da aldeia, ao domigo, visitar a cidade, mas... reparem só se não é verdade:
- vão às lojas de equipamentos tirar as dúvidas mais incríveis!!! Ex: "O meu telemóvel tá sempre a dizer que não tem saldo, eu já carreguei a bateria com 5 contos mas ele não funciona..." (bateria literalmente carregada com dinheiro, ele retirou-lhe a tampa, pôs lá a nota e voltou a fechar a mesma...);
- pagam sempre em dinheiro, mesmo que sejam quantias exorbitantes;
- vão ao cinema e comentam os filmes em voz alta, uns para os outros;
- e ainda dizem: "Esta gente da cidade é mesmo esquisita...";

E isto são só alguns exemplos verídicos.
A confusão instala-se nas grandes superfícies em dias como este. Ora digam-me lá se não sabe bem ficar em casa, sentadinho no sofá, a ver um DVD, e a ouvir a chuva lá fora...
Velocidade Mais Furiosa

Fui ontem à noite ver o filme. Dever-se-ia chamar Velocidade Demasiado Furiosa. Se gostaram do primeiro, ah!... Vão ver o segundo!!!
Simplesmente de cortar a respiração! Carros mais rápidos, mais acção, mulheres e manobras de fazer colar à cadeira.
É demais!
Ai o português...

Não imaginam a dificuldade que é teclar em português correcto... ainda para mais, alguém que mexe com computadores e internet todos os dias...
Os blogs chamaram-me a atenção de mais um grande problema da juventude... hoje em dia ninguém sabe escrever... são pontapés na gramática a torto e a direito, erros e calinadas de bradar aos céus! Ora são as sms, ora os mirc's e os chats, os fóruns e os e-mails...
Não estarão as novas tecnologias a afectar a capacidade de expressão de todos nós? ...
Orgulho Gay (???)

Foi com grande apreensão e tristeza que hoje vi nas notícias um desfile de orgulho gay na minha capital...
Mas onde é que já chegámos? Que raio de país é este que não só permite, como dá ênfase a uma manifestação destas? E ainda perguntavam pela representação política no desfile... Mas o que é isto???
Claro que o bloco de esquerda tinha de lá estar, a defender mais uma vez o indefensável com os seus "pseudo-todos-diferentes-todos-iguais"... Para eles só uma palavra: hipócritas!
Para os outros, que o façam em casa é com eles, mas virem gritar para a rua que têm orgulho no que são e que não são diferentes? Orgulho em desfilar como alguns desfilaram? E ainda terem transmissão televisiva?
Dá que pensar...
Alvalade

Antes de tudo uma palavra para a despedida daquele mágico lugar que serviu de palco a muitas e muitas noites de glória... a minha (e concerteza de muitos) segunda casa... O Estádio José de Alvalade!
Que melhor despedida poderia ter o meu estádio que um concerto de música portuguesa... Só um jogo de futebol eheh! (uma goleada ao benfica, o festejo de mais um campeonato...) Mas quando eu digo música (mesmo a bold), é mesmo música, não uma pimbalhada qualquer. Um mítico palco de muitos e grandiosos concertos tinha de acabar com música portuguesa. É de louvar!
A minha palavra para este estádio é um sentimento... tal como a música, bem português... Saudade! A saudade invade o coração de muitos ultras que se passearam pela tua curva belíssima, as mágicas tardes e noites em que nela cantámos ficarão para sempre na nossa memória!
Até sempre Alvalade!
Que Alvalade XXI nos traga tantas e ainda mais alegrias!
Aqui vou eu! (Ou então não...)

Foi ao som deste refrão de uma música portuguesa a tocar numa rádio local que entrei na blogosfera...
Acho interessante divulgar alguns dados pessoais a fim de ser melhor compreendido em alguns dos meus posts. Sou estudante de engenharia informática no 1º ano, Sportinguista fanático (e quando digo fanático é mesmo doente!!!) e praticante de uma arte marcial há 10 anos.
Pois aqui vou eu em direcção ao meu próximo post e a um horizonte repleto de muitas e muitas opiniões pessoais. É claro que não passam disso mesmo. Cya!